Exposição à Federação de Patinagem de Portugal

Exposição da Direção da ANACP enviada para a Federação de Patinagem de Portugal



A ANACP – Associação Nacional de Clubes de Patinagem, em reunião de direção, lamenta a falta de comparência de um clube seu associado, Sport Lisboa e Benfica, comprometendo a ética desportiva na Final Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins masculinos em Gondomar.
 
A falta de legislação apropriada, motiva a situações que em nada prestigiam uma modalidade no momento em que Portugal é a referência mundial do Hóquei em Patins.

A ANACP exige que a direção da Federação de Patinagem de Portugal proceda à alteração dos regulamentos, para que situações como as ocorridas na Final Four estejam devidamente acauteladas.

Exige-se a quem dirige “o melhor campeonato de hóquei em patins do mundo” competência, rigor e profissionalismo. A ANACP não compreende também, até à data, a ausência do planeamento da próxima época, situação que tem esta associação vindo a solicitar desde fevereiro de 2017, e para o qual, demonstrou a sua vontade e contributo.

Com a época desportiva quase terminada, depois das propostas apresentadas em devido tempo pela ANACP, continuamos sem ter conhecimento se o quadro competitivo terá um novo figurino, conforme delineado em várias reuniões entre a ANACP e os clubes da 1ª Divisão e enviado para a FPP também em fevereiro de 2017, e se, tal como já anunciado na imprensa nacional, a implementação do marcador de tempo de ataque eletrónico será uma realidade para a próxima  época, situação com aplicado sucesso e aplaudida por todos na 1ª Edição da Elite Cup.
 
A ausência de repostas por parte da FPP a questões colocadas quer pelas Associações, quer pelos clubes tem sido prática corrente da direção da FPP que em nada dignifica esta modalidade.