Intervenção do Presidente da ANACP na Assembleia Eleitoral da Federação de Patinagem de Portugal

Discurso após a tomada de posse dos novos Órgãos Sociais da Federação de Patinagem de Portugal

Exmo. Senhor Presidente da Mesa da Assembleia
Exmo. Senhor Presidente da Federação de Patinagem de Portugal
Nas vossas pessoas permitam-me cumprimentar todos os membros dos órgãos sociais da Federação de Patinagem de Portugal
Caros delegados,

Começamos por dar os parabéns pela eleição e votos de um mandato prospero na mediatização e promoção das disciplinas da Patinagem.

Pela primeira vez, a Associação de Clubes manifestou a sua intenção de voto, dando um claro sinal de apoio à continuidade de uma politica desportiva de crescimento e promoção da patinagem com as alterações e complementos que permitam as disciplinas da Patinagem crescer.

Hoje é o dia zero, naquele que será o mandato que permitirá catapultar a patinagem para outro patamar, o contexto nacional e internacional não podia ser o melhor. É altura de colocar em prática as medidas que a Associação de Clubes tem vindo a defender.

No hóquei em patins, temos em Portugal, afirmado por todos, o melhor campeonato do mundo, somos Campeões Europeus, o Campeão Europeu de Clubes e o vencedor da Taça Cers são de Portugal e somos Vice Campeões Mundiais Femininos.

Estamos no caminho certo para promover as alterações que a ANACP tem vindo a propor, como exemplo, a alteração dos quadros das transferências dos escalões de formação que é uma das medidas que a direção liderada pelo Senhor Presidente deve promover já para a próxima época. Acompanhado por essas alterações devem acompanhar a criação dos períodos de transferências como já falamos em anteriores assembleias.

Caro Presidente, a Associação de Clubes apresentará num curto espaço de tempo, um novo modelo de transferências para os escalões de formação e para que em abril de 2017 possa esta Assembleia tomar conhecimento das alterações que deverão entrar em vigor na próxima época desportiva.

Temos de saber aproveitar os resultados e as conjunturas nacionais e internacionais para que o hóquei em patins seja cada vez mais uma modalidade de referência…

A Associação de Clubes tem vindo a promover atividades que promovem e catapultam o hóquei em patins para um outro nível.
O mais recente exemplo foi a criação da Elite Cup, uma prova elogiada por todos e que permitirá no futuro servir como plataforma de testes para alterações e complementos para a melhoria da imagem do Hóquei em Patins.

Nesta edição, testamos os 45 segundos cronometrados com recurso a visor e uma nova abordagem aos descontos de tempo.

Queremos no decorrer desta época aperfeiçoar a questão da introdução de novos descontos de tempo para que possa ser uma experiência que permita a Federação de Patinagem de Portugal utilizar em 2017/2018, caso seja uma mais valia, deverá a Federação que Vossa Excelência lidera apresentar às instâncias internacionais.

Uma palavra para o novo Vice-presidente da Patinagem Artística, a Associação de Clubes tem algumas propostas para dinamizar e mediatizar a Artística.

Face aos resultados que temos tido nos últimos anos é hora de colocar a Artística num novo patamar, num patamar de excelência, sem os amadorismos que por vezes assistimos em pavilhões que tentam, dentro do possível fazer com que a artística seja também ela uma referência.

É tempo de aperfeiçoar e criar novos cenários para atrair público para as provas, para que tenhamos nos pavilhões mais gente e não apenas os familiares dos atletas.

Aproveito também para agradecer a confiança que a anterior direção da Federação teve em permitir que a Associação de Clubes organizasse o Campeonato Nacional de Estrada, aqui em Esposende.

Esta foi a nossa primeira intervenção na Patinagem de Velocidade, acreditamos que no futuro, podemos vir a desenvolver novas parcerias e desenvolver mais iniciativas que permitam que a Patinagem de Velocidade esteja implementada em todo o território nacional.

É importante que nos períodos de verão se organizem provas de demonstração nas zonas balneares para cativar mais adeptos para a disciplina.

Uma palavra final para que hoje seja o inicio de um novo impulso para a Patinagem em Portugal, e tal como no passado, a sua direção tem na Associação de Clubs um parceiro que apenas pretende o desenvolvimento e massificação das disciplinas da Patinagem.